Funcionários dos Correios suspendem paralisação, mas seguem em estado de greve

A Fentec (Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas de Correios e Telégrafos e Similares) informou nesta 3ª feira (17.set.2019) que os funcionários dos Correios suspenderam a paralisação, mas seguem em estado de greve até o julgamento do dissídio coletivo pelo TST (Tribunal Superior do Trabalho). A informação foi divulgada pelo Uol.

O TST vai analisar o dissídio -processo que busca solucionar divergência trabalhista entre o empregador e trabalhador- em 2 de outubro. No entanto, ao sinalizar “estado de greve”, os funcionários dos Correios demonstram que estão em alerta para uma possível nova paralisação.

A greve começou em 9 de setembro. A decisão veio das assembleias dos trabalhadores, que pedem reajuste salarial de 3,25% pela inflação, e a manutenção dos benefícios como plano de saúde, férias e vales refeição e alimentação.

A iniciativa veio dias depois de a PF (Polícia Federal) deflagrar a operação Postal Off, em 6 de setembro, contra fraudes nos Correios.

A estatal, que tem o monopólio de serviços postais no Brasil, também está na lista de empresas que o governo pretende privatizar. A categoria é contra.

18/09/2019

(Visited 1 times, 1 visits today)