Chance de enfartar pela segunda vez é maior: saiba como evitar

Um estudo feito com mais de 3.200 sobreviventes de ataque cardíaco — dos quais 250 são brasileiros — mostrou que o medo e a ansiedade são os sentimentos mais citados após um problema cardiovascular. O trabalho, realizado pela consultoria KRC Research, em parceria com a Amgen, observou ainda que apenas 54% dos entrevistados acreditam que estão propensos a novos eventos.

Mas as estimativas mundiais apontam que cerca de 40% dos pacientes que sofreram um evento cardiovascular, como um ataque cardíaco, terão outro em até dois anos. Um dos principais fatores de risco para as doenças cardiovasculares, as que mais matam no mundo, é a alta presença de colesterol ruim, o LDL. No entanto, 44% dos entrevistados informaram não estar monitorando seu colesterol regularmente e um terço não sabe quais devem ser os níveis adequados desta gordura no sangue.

— O colesterol agride as artérias e aumenta muito a chance de enfartar. Quando ele está descontrolado, é um fator de risco comprovado para novos eventos cardiovasculares — diz Roberto Kalil Filho, cardiologista do Hospital Sírio Libanês.

De acordo com o estudo, 89% dos pacientes com colesterol alto não associaram esta condição ao risco de um outro evento cardiovascular. Em contrapartida, mais de 90% dos entrevistados dizem ter adotado pelo menos uma medida para melhorar sua qualidade de vida após o ataque cardíaco. Além disso, o estudo aponta que 75% conversaram com seu médico sobre o risco de outro episódio, diz o MSN.

— Após sofrer um ataque cardíaco, o paciente deve fazer uma reflexão sobre por que aquele evento aconteceu, e o que pode ser feito para evitar que algo semelhante aconteça novamente. Para isso, é preciso mudar o estilo de vida — diz Claudio Tinoco, diretor científico da Sociedade de Cardiologia do Estado do Rio (Socerj).

Como evitar novos casos

Largue o cigarro

O tabagismo é um dos principais fatores de risco para os problemas cardiovasculares. As substâncias contidas no cigarro impactam negativamente na circulação sanguínea. Por isso, é importante deixar de fumar para evitar novos episódios

Faça atividade física

O estilo de vida sedentário é prejudicial para todo o corpo, principalmente para a saúde do coração. Praticar atividades físicas aumentam a capacidade cardiovascular e evita o acúmulo de gordura na parede das artérias. Mas evite fazer exercícios em vias cujo fluxo de carros é intenso, pois a poluição contribui para eventos cardiovasculares

Alimente-se bem

A alimentação saudável, que preconiza alimentos in natura em detrimento de produtos ricos em gorduras trans. A má alimentação contribui para o acúmulo de gordura nos vasos sanguíneos

Controle o colesterol

O colesterol ruim descontrolado agride as artérias e aumenta o risco de enfartes e outros problemas cardiovasculares

Mantenha bons níveis de glicemia

Os problemas cardiovasculares são as principais causas de morte de pessoas diabéticas. Por isso, é importante manter os níveis de glicemia controlados

Tenha mais momentos de lazer

O estresse intenso aumenta as chances de ter um enfarte. Por isso, é importante equilibrar mais os momentos de trabalho e estudo com os períodos de lazer. É preciso tirar férias todo ano

30/09/2019

(Visited 2 times, 1 visits today)